Confira o artigo de José Fabrício sobre os 22 anos da DPPE

A Defensoria Pública do Estado de Pernambuco (DPPE) completa 22 anos de existência neste 09 de junho.

A Defensoria Pública é a representação instrumental maior de inclusão democrática entre as instituições que compõe o sistema de justiça. Ela não fala por ela ou pela lei, ela fala pelos vulneráveis.

O direito fundamental à assistência jurídica integral e gratuita, previsto no artigo 5º, LXXIV da Constituição Federal, é exercido pela Defensoria Pública, instituição essencial à função jurisdicional do Estado, incumbida da missão de prestar orientação jurídica e a defesa dos necessitados.

Conforme expressão da Lei Orgânica Nacional da Defensoria Pública – LONDP (Lei Complementar 80, de 12 de janeiro de 1994), a Defensoria Pública é instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe, como expressão e instrumento do regime democrático, fundamentalmente, a orientação jurídica, a promoção dos direitos humanos e a defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, dos direitos individuais e coletivos (artigo 1º), incluindo, dentre seus objetivos, a primazia da dignidade da pessoa humana, a redução das desigualdades sociais e a prevalência e efetividade dos direitos direitos humanos.

Dentre as funções institucionais da Defensoria Pública, destacamos a de “promover ação civil pública e todas as espécies de ações capazes de propiciar a adequada tutela dos direitos difusos, coletivos ou individuais homogêneos quando o resultado da demanda puder beneficiar grupo de pessoas hipossuficientes” e a de “promover a mais ampla defesa dos direitos fundamentais dos necessitados, abrangendo seus direitos individuais, coletivos, sociais, econômicos, culturais e ambientais, sendo admissíveis todas as espécies de ações capazes de propiciar sua adequada e efetiva tutela”, consoante prevê expressamente os incisos VII e X do artigo 4º da LONDP.

Atualmente, a Defensoria Pública de Pernambuco conta com 286 Defensores e Defensoras Públicas. Das 150 comarcas em todo o Estado, a Defensoria está presente em 96. Atualmente há 116 cargos vagos na carreira.

Destes dados, observamos que a Defensoria Pública ainda se encontra com quadro deficitário de Defensores e Defensoras para atender toda a demanda do Estado que possui uma população de mais de 9 milhões de habitantes.

Para comemorar os 22 anos de existência da Defensoria Pública de Pernambuco, o Defensor Público-Geral promoverá duas lives no próximo dia 09 de junho: a primeira, às 18 horas, com a participação da futura Presidenta do CONDEGE Maria de Nápoles, com o tema O papel transformador da Educação em Direitos; a segunda, às 20 horas, com o Presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Deputado Estadual Eriberto Medeiros, que abordará o seguinte tema: A importância da Defensoria Pública de Pernambuco em defesa dos vulneráveis.

Registro aqui os agradecimentos a todos os Defensores e Defensoras que durante estes 22 anos de história, doaram suor e sangue pelo fortalecimento da nossa instituição.

Em comemoração aos 22 anos de existência da Defensoria Pública de Pernambuco, iremos lançar o projeto “Memorial da Defensoria Pública de Pernambuco”.

Trata-se de um projeto que visa integrar o passado, com o presente e o futuro da instituição.

Através do Memorial iremos imortalizar nossa história, conectando-a com o presente através do Centro de Estudos e Projetos Institucionais objetivando construir o futuro através da criação da Escola Superior da Defensoria Pública de Pernambuco.

Para imortalizar nossa história, propomos a realização de uma coleta de depoimentos, histórias e peculiaridades envolvendo fatos não apenas relacionados à imensa mobilização de defensores para criação da Instituição por ocasião da Lei Complementar Estadual 20/98, mas também momentos inusitados e características do trabalho nos anos que antecederam e sucederam a criação da Defensoria Pública de Pernambuco.

O Memorial será integrado ao Centro de Estudos e Projetos Institucionais que vêm desenvolvendo projetos relevantes em educação em direitos através das rodas de conversa e rodas de atualização e bem ainda através das lives pelo Instagram da Defensoria Pública.

Nosso objetivo é pavimentar a implantação da Escola Superior da Defensoria Pública integrando assim nosso passado, presente e futuro.

Em breve divulgaremos maiores detalhes deste equipamento cultural e de profusão do conhecimento.

Salve a Defensoria Pública de Pernambuco …

Vamos em frente …

 

José Fabrício Lima – Defensor Público Geral de Pernambuco

Eventos

CONFIRA FOTOS DO HAPPY HOUR DOS ASSOCIADOS!

Aniversariantes do Mês

Aniversariantes de junho

Vídeos em Destaque

TV ADEPEPE: São João da ADEPEPE e as lutas da categoria