Adepepe lamenta situação de violência e impunidade no país

A Adepepe lamenta profundamente o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), 38 anos, e do motorista Anderson Gomes, 39 anos, na noite da última quarta-feira (14/03), no centro do Rio de Janeiro. A associação se solidariza com os familiares e amigos da vereadora, que era mãe, socióloga, feminista e militante dos Direitos Humanos.

Diante deste caso, vale a reflexão sobre o aumento do número de assassinato nosso país e também em Pernambuco, especialmente os crimes contra às minorias. O Estado encerrou 2017 com 5.427 assassinatos registrados ao longo dos 12 meses, 21,1% a mais do que em 2016. A população pobre, negra, as mulheres, homossexuais são as maiores vítimas de assassinato.

“Vivemos uma situação de extrema insegurança. Precisamos de uma mudança na política de combate à violência para ter um país mais digno e justo. É preciso que os responsáveis pelos crimes sejam punidos. Sejam eles traficantes, políticos, policiais ou detentores de cargos públicos corruptos”, ressalta o presidente da associação Edmundo Siqueira Campos.

Aniversariantes do Mês

Aniversariantes de abril

Vídeos em Destaque

TV ADEPEPE: São João da ADEPEPE e as lutas da categoria